14 de ago de 2009

Couro

Bertin, a maior exportadora de couro do mundo, está se juntando à luta contra o desflorestamento e mudanças climáticas, e está finalmente fazendo a coisa certa ao aceitar a moratória de não comprar mais gado vindo de criadores que contribuem para o desflorestamento da Amazônia.

Desde que o Greenpeace lançou sua campanha Slaughterin the Amazon (Chacina na Amazônia, em tradução livre), apenas dois meses atrás, foi vista uma resposta impressionante de companhias que lutam para se distanciar da destruição da Amazônia. Grandes companhias produtoras de calçados, como Adidas, Nike, Timberland, Clarks e Geox se comprometeram a não comprar mais couro proveniente da destruição da floresta, e apoiaram a recente decisão da Bertin em se comprometer a não mais comprar gado dessas fontes.

Leia a matéria inteira no Greenpeace International.

2 comentários:

  1. É imprescindível para o nosso futuro, de nossos filhos e netos que as pessoas tomem consciencia da importancia da preservação da Amazonia. Qualquer campanha para a preservação da Amazonia deve ser considerada altamente relevante. Parabéns pelo Post.

    ResponderExcluir
  2. Tem razão, Elizabete. E todos nós devemos nos engajar, cada um de sua forma, em prol de proteger esse tesouro que temos.

    Obrigada pela visita, espero que volte mais vezes.

    ResponderExcluir